Mapeamento de fluxo de valor simplificado para a logística lean

Logística lean é a prática contínua de melhoria do fluxo de valor ao cliente e de redução das perdas na logística interna e externa. Seguindo essa lógica, o mapeamento de fluxo de valor foi adaptado à disciplina logística e simplificado para uso neste estudo de caso, a fim de focar nos resultados, e não na ferramenta. A meta específica deste caso é reduzir o tempo de entrega em 16%, e será demonstrado a seguir como isso pode ser feito utilizando menos meios para atingir esse objetivo. Este caso está centrado em duas questões muito caras às empresas de logística: reduzir o tempo de entrega e utilizar menos tempo da equipe para fazer essa melhoria. Reduzir os tempos de entrega de produtos pere

Certificação para procedimentos cirúrgicos e invasivos

O Hospital Escola de Itajubá (MG) é a primeira unidade a se candidatar à Certificação em Segurança e Qualidade em Cirurgia Segura e Procedimentos Invasivos. Nova avaliação desenvolvida pelo Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA) e o Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC). Para assegurar a eficiência nos procedimentos cirúrgicos dos hospitais brasileiros e dar mais assertividade a esses métodos. A unidade buscou o processo para poder oferecer um serviço mais seguro e com qualidade aos pacientes. “Essa procura vai ao encontro dos projetos de transformação da estrutura física e humana que nossa instituição vem desenvolvendo ao longo de oito anos de gestão. O que vem possibilitando nos tornar

CIDADES INTELIGENTES - OPORTUNIDADES ...

As chamadas cidades inteligentes aproveitam as tecnologias digitais para transformar o cotidiano das pessoas que vivem nos grandes centros urbanos, estimulando novas mudanças de comportamento e abrindo caminho para empreendedores, com oportunidades reais de crescimento econômico SOLUÇÕES INTELIGENTES As soluções inteligentes constituem os elementos diferenciadores das smart cities. Resultam da combinação de tecnologias disruptivas, inovações sociais e novas formas de utilizar dados. Nessa “receita”, as mudanças no comportamento das pessoas são um ingrediente essencial. Afinal, as smart cities só existem devido às necessidades naturais de indivíduos que, indiscutivelmente, vivenciam uma re

Apenas 36% das empresas adotam práticas de gestão de risco, diz pesquisa

Gestão de risco é um conjunto de práticas instauradas na cultura organizacional de uma empresa que permite antecipar desafios que a companhia pode enfrentar no futuro Mapear desafios e possíveis riscos aos negócios deveria ser uma prática constante no dia a dia das empresas no Brasil. No entanto, segundo uma pesquisa realizada pela Marsh Risk Consulting, 36,2% de empresas brasileiras declararam que pouco praticam políticas do tipo ou que estão em estágio inicial nessas práticas. O porcentual é ligeiramente maior do que o das empresas que afirmaram que suas práticas estão consolidadas e implementadas no dia a dia dos negócios (36,1%). O baixo número de empresas engajadas no tema, segundo espe

Gerenciamento de Leitos: como garantir agilidade e eficiência no processo

Quando o tema é gestão eficiente, o processo de gerenciamento de leitos, deve ser visto como o coração de um hospital, pois a eficiência do processo é vital para uma gestão eficaz. Quando um paciente é admitido na internação, é iniciado uma série de macroprocessos e processos que por sua vez, passam por diversos estágios (setores). Esses macroprocessos precisam caminhar com total fluidez, de um estágio para o outro, (assim como o sangue fluí pelas nossas artérias e veias) do coração. Quando surge algum fator que possa interferir na fluidez desses estágios, os impactos serão sentidos diretamente na produção, qualidade, eficiência e custos da instituição. Podendo ter como consequência perdas f

Médicos devem resistir à industrialização da profissão

Aos 96, professor de medicina Harvard foi internado e apontou problemas no cuidado do paciente. É inspirador o artigo de Rich Joseph, médico residente no Brigham and Women’s Hospital (EUA), publicado no último sábado(24) no jornal "The New York Times". Joseph fala da instigante experiência de ter cuidado do médico Bernard Lown, professor emérito de cardiologia em Harvard, prêmio Nobel da Paz e autor do livro "The Lost Art of Healing" ("A perda da arte de curar", numa tradução livre). Aos 96 anos, Lown esteve internado para tratar de uma pneumonia e ficou bem irritado com o modus operandi do hospital, ambiente que ele definiu como uma fábrica: "provoca todas as dores e trata todas as anormali

Não erre NA FORMAÇÃO DO TIME

Equívocos na montagem da equipe podem resultar em desastre para o novo líder Líderes que assumem uma nova posição costumam manter a equipe herdada por mais tempo do que seria aconselhável. Isso ocorre por arrogância (“Eles não trabalhavam direito porque lhes faltava um líder como eu”) ou pelo receio de desmotivar as pessoas logo no início. O resultado, contudo, é que esses líderes têm de lidar com equipes de desempenho inferior ao necessário, precisando compensá-las ou não atingindo as metas que traçaram. Uma boa regra para um novo líder é chegar ao final dos primeiros 90 dias já sabendo quem continuará na equipe e quem a deixará. E, ao final dos primeiros seis meses, esse líder já deve

Governo flexibiliza uso de unidades de pronto atendimento (UPA) construídas com verba federal

O presidente Michel Temer assinou nesta terça-feira, 22, um decreto que flexibiliza o uso de Unidades de Pronto Atendimento construídas com recursos do governo federal. Anunciada durante a Marcha dos Prefeitos, a medida representa um socorro para municípios que, depois de construída a unidade, decidiram mantê-la fechada por considerar muito alto o custo para sua manutenção. Na regra vigente, quando o prédio não é usado da forma destinada no acordo, municípios deveriam devolver os recursos para a União. Medida assina pelo presidente Michel Temer representa um socorro para municípios Pelas contas do Ministério da Saúde, 148 Unidades de Pronto Atendimento foram construídas nunca foram usadas

RH Estratégico se Espalha

Um número crescente de empresas do Brasil entende que a gestão de pessoas pode alavancar o crescimento Imagine que uma empresa planeja crescer dez vezes em dez anos. Por onde ela deve começar? No Brasil, cada vez mais executivos respondem: “Pelo departamento de recursos humanos”. Efeito colateral da crise, companhias de diferentes setores e portes querem que todos os seus profissionais trabalhem pelo crescimento. Isso tem feito emergir o modelo estratégico de RH, alternativo ao tradicional RH operacional, muito associado ao maior símbolo de sucesso brasileiro das últimas décadas, a Ambev, do Fundo 3G. Agora, ao mesmo tempo que os modelos de negócio passam por uma “uberização”, alguns en

Rede D’Or Investirá R$ 3,5 bi em Hospitais com Centro para Câncer

Rede D'Or destinará R$ 1 bilhão para aquisições em São Luís, Salvador e no Rio. A Rede D’Or São Luiz investirá R$ 3,5 bilhões até o final deste ano em várias áreas, mas dará prioridade à oncologia. Desse total, R$ 1,5 bilhão será destinado ao crescimento orgânico da rede. Depois de ter aberto em fevereiro em São Paulo uma sofisticada sofisticada clínica, a OncoStar. O grupo acaba de inaugurar o laboratório de anatomia patológica, com capacidade para 7.000 exames ao mês. “Investimos na patologia mais moderna que é a molecular, em pessoal, para que esse laboratório atenda com a mesma eficiência outros hospitais, inclusive em outros estados”. Diz Paulo Hoff, presidente do Grupo Oncologia D’Or,

Medicina Nuclear: utilizando a radioatividade contra infecções

O princípio parece saído de um filme que mistura ficção científica e alquimia. O paciente vai a uma clínica médica e retira uma quantidade pequena de sangue, algo como 40 ml. Depois disso, esse material é levado até um laboratório e passa por um processo minucioso para que as células de defesa do organismo. Conhecidas como leucócitos, possam ser marcadas com um elemento radiativo. Como resultado, esses leucócitos marcados se transformam em uma espécie de sinalizador que, após retornarem ao organismo. Permitem aos médicos visualizarem com precisão focos de infecções perigosas à saúde do paciente. Embora pareça distante, o conceito já é uma realidade inclusive no Brasil. O exame da Cintilograf

Percentual de orçamento para a saúde no Brasil é próximo ao do africano

Gastos do governo na área estão abaixo da média percentual mundial e famílias brasileiras, entre as que mais precisam pagar por atendimento. Dados publicados nesta quinta-feira, 17, pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Revelam que o governo brasileiro destina para a saúde um percentual de 7,7% de seu orçamento geral. A taxa é inferior à média mundial, uma das mais baixas das Américas. E não distante do que governos africanos também reservam de seus orçamentos para o setor. A informação, que faz parte do relatório anual da OMS sobre as estatísticas da saúde global. Foi publicado às vésperas do início da Assembleia Mundial da Saúde, que começa nesta segunda-feira. De acordo com a OMS, apen

O que ainda precisamos fazer pela segurança do paciente?

Mês passado o Brasil celebrou o “Abril pela Segurança do Paciente”, data instituída pelo Ministério da Saúde por ocasião do lançamento do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Passados cinco anos, nem todas as instituições de saúde do país implantaram o Núcleo de Segurança do Paciente, apesar da obrigatoriedade da RDC 36, de julho de 2013. Apesar da cultura de segurança estar mais disseminada entre os profissionais de saúde brasileiros, ainda ocorrem, em proporções elevadas, eventos adversos evitáveis relacionados a falta de adesão a procedimentos de segurança. Entre esses eventos, estão os associados a administração de medicamentos por profissionais da saúde. São eventos com al

Empresa do RS abrirá sete hospitais pelo país, começando por SC

Empresários falam em um conceito chamado de "desospitalização" Felipe Ducati, Charles Berres e Rodrigo Wobeto comandam a Rede Blanc. Três empresários do Rio Grande do Sul planejam a abertura de sete hospitais pelo país. São eles: os médicos Charles Berres e Rodrigo Wobeto; e Luiz Felipe Ducati, empresário do setor imobiliário. Neste cronograma da Rede Blanc, Santa Catarina é o primeiro local. A unidade catarinense receberá um investimento de R$ 10 milhões, conforme informação antecipada para a coluna Acerto de Contas. A ideia da empresa é inaugurar as operações até 2021. Além de Santa Catarina, ficarão em São Paulo e Rio Grande do Sul. O primeiro Blanc Medplex começa a funcionar em junho, em

Melhore processos brincando com LEGO - Conheça a metodologia LSP, que pode aumentar o engajamento e

Cada vez mais empresas estão experimentando a metodologia Lego Serious Play (LSP) em todo o mundo. Organizações como Coca-Cola, Harvard University e a agência espacial norte-americana, Nasa, já utilizam a ferramenta para resolver seus problemas de maneiras inovadoras e criativas, levando seus colaboradores a pensar fora da caixa – é uma alternativa lúdica ao design thinking e às metodologias ágeis. O Brasil tem poucos facilitadores de LSP certificados, mas também está começando a descobri-lo. Para entender o LSP, no entanto, é preciso entender antes o que é, realmente, pensar fora da caixa. Nós pensamos dentro da caixa? Sim, na medida em que pensamos de modo linear, partindo do princípio de

BI já é uma realidade nas instituições de saúde no Brasil

BI já é uma realidade nas instituições de saúde no Brasil. Pixeon aposta na solução para redução de custos e aumento de rentabilidade. Reduzir custos e aumentar a rentabilidade de hospitais, clínicas e centros de imagem é um desafio que muitas instituições têm em comum. Mas nem sempre é fácil identificar as ações necessárias para chegar a esse ponto. Por isso, poder contar com sistemas que facilitem o acesso e a análise criteriosa de informações é, sem dúvidas, o mais apropriado. “Muitos profissionais do mundo corporativo já sabem disso, mas quando se trata de instituições de saúde. Há poucas opções de sistemas que forneçam informações precisas, de qualidade e em tempo real. Que permitam ao

Hospital Sírio Libanês disponibiliza indicadores de qualidade e segurança

Tendo como compromisso a ética e a transparência, o Hospital Sírio Libanês está disponibilizando em seu site uma página específica para divulgar informações sobre os indicadores de qualidade e segurança da instituição. Ambos os indicadores são rigorosamente monitorados de maneira a promover melhorias e a garantir a segurança e o bem estar do paciente. Esses indicadores são parâmetros indispensáveis para avaliar a qualidade e a segurança de serviços hospitalares. E por este motivo o hospital reforça o comprometimento e rigor em atualizá-los a cada trimestre seguindo as regulamentações previstas por entidades internacionais. Como a Organização Mundial da Saúde, além da nossa própria série hist

Sua personalidade construtora e a melhor equipe para crescer

Sua personalidade construtora e a melhor equipe para crescer Novo livro disseca a força vital do crescimento, que depende de uma personalidade específica e de como ela é complementada pela equipe Construir para crescer deve ser a prioridade máxima de qualquer empreendedor, líder, gestor e empresa. Você se acha capaz de construir para crescer? Porque quem você é define o tipo de construtor que você vai ser. Se estiver construindo um novo empreendimento (pode ser uma startup independente ou uma nova divisão dentro de uma empresa existente), enfrentará obstáculos e dificuldades sem igual. Você vai precisar converter suas ideias em produtos, empoderar talentos individuais para reforçar a contr

Uma incursão pelo Beneficência Portuguesa, o hospital com 201 leitos e só dois pacientes

Acometida por dívidas e histórico conturbado, instituição está quase paralisada; nesta quinta-feira (10), reunião vai discutir locação do espaço Camas hospitalares ainda estão embaladas Quem passa pela Avenida Independência, em Porto Alegre, estranha a calmaria em frente ao Hospital Beneficência Portuguesa. A poucos metros dali, a concentração de ambulâncias e pessoas no Complexo da Santa Casa chega a trancar o trânsito. O motivo para tamanha disparidade é que, acometida por dívidas e histórico conturbado, a instituição enfrenta uma grave crise que levou a quase total paralisia dos 201 leitos. Nesta quinta-feira (10), uma reunião com o Grupo Hospitalar Conceição sobre a possibilidade de loca

Clínica Fares investe em tecnologia e amplia rede de atendimento

Tendo como pilares a humanização e excelência no atendimento e acessibilidade da população à saúde, a Clinica Fares está investindo na ampliação de sua rede. E na criação de um aplicativo que promete inovar o atendimento dos pacientes. Ao mesmo tempo, investe na oferta de tecnologia de prontuário eletrônico da clínica para terceiros. Desenvolvida após um investimento em torno de R$ 5 milhões, a ferramenta já foi comercializada para utilização de algumas clínicas de menor porte. Os exames são realizados e enviados para a nuvem. O paciente fica com a senha e acessa-os de onde quiser. A ferramenta gera uma economia de até 30% ao evitar reexames. “O uso da tecnologia de informação, no setor da s

Posts Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 por W3alpha

  • Facebook Clean
  • LinkedIn
  • Google+
  • Instagram