Parto cesárea também pode ser humanizado

Humanização do parto normal, porém, não é uma vivência real para todas as mulheres. Há alguns anos tem se falado em humanização do parto, muito mais relacionada a experiências positivas vivenciadas pela mulher durante o parto vaginal. Parir em casa, na água e nada de intervenções médicas viraram sinônimos de humanização — embora analgesia e hospital também façam parte disso. No entanto, há medidas que podem ser adotadas em uma cesárea, e no parto normal, que tornam o procedimento também humanizado. A humanização do parto é, na verdade, uma prática médica que deveria ser padrão para todas as mulheres, não um privilégio, segundo avalia o obstetra Alberto Guimarães. No caso do parto vaginal, at

O futuro do desenvolvimento de lideranças

A necessidade de desenvolvimento de lideranças nunca foi tão urgente. Empresas de todos os tipos já sabem que para sobreviver num ambiente volátil, incerto, complexo e ambíguo é preciso ter habilidades de liderança e competências organizacionais diferentes daquelas que as tornaram bem-sucedidas no passado. Também há um reconhecimento cada vez maior de que o desempenho da liderança não deve se restringir aos poucos executivos do C-level. Com a proliferação de plataformas colaborativas de solução de problemas e “adocracias” (grupos e equipes cooperativos que se organizam baseados em projetos) digitais que estimulam a iniciativa individual, os membros dos conselhos esperam tomar decisões import

O novo perfil do profissional de RH

O reflexo da enorme transformação digital que afeta diversas áreas das organizações exige que os profissionais também conheçam como a tecnologia com conceitos de transformação digital e de robotização podem levar a melhorias de processos em suas respectivas áreas. Em suma, o profissional, hoje, precisa conseguir transitar também pelo digital para trazer a inovação, e promover mudanças importantes. O profissional de RH não escapa desta regra, pelo contrário: em muitos casos, é o RH que lidera a transformação digital dentro das organizações. Por isso, o RH passa a ter um novo perfil, mais interessado nos benefícios que essa transformação pode proporcionar para as empresas, e conectado às novas

MAIS MÉDICOS X MAIS ENFERMEIROS

Estudo indica que, para além de todo o debate ideológico do programa Mais Médicos, uma parte considerável do problema poderia ser resolvida com desregulamentação que permitisse e estimulasse enfermeiros a fazer atividades de atendimento à saúde básica que hoje são preferencialmente realizadas por médicos. O Mais Médicos valeu a pena? Esta é uma pergunta nada trivial, devido à imensa polêmica despertada pelo programa, sempre carregada de fortíssimas cores ideológicas, bem ao gosto da nossa época de polarização e radicalismos. Uma recente pesquisa do economista José Feres, do Ipea e da FGV/EPGE, e de Bladimir Carrillo, da UFPE e da Universidade Federal de Viçosa (UFV), ainda por ter a sua publ

Tecnologia na gestão de leitos reduz tempo de internação no Hospital Albert Einstein

Com indicadores de acomodações e pacientes, hospital reduziu em uma hora tempo de internação e virou referência internacional. Tatiane Ramos Canero, gerente de apoio assistencial e fluxo do paciente do Hospital Israelita Albert Einstein, é uma mulher prática, de fala firme. Quando ela entra na central de internações no bairro paulistano do Morumbi, seus olhos brilham. Nos telões, pipocam os indicadores da gestão de leitos. Ela se dirige à equipe e quer saber quantos leitos estão disponíveis, as entradas previstas nas próximas horas e o movimento na agenda de procedimentos eletivos. Questiona ainda o porquê da demora na admissão de um paciente. Mais adiante, com o semblante mais calmo, conta

Farmácia Clínica com medicina baseada em evidência - Segurança na Terapia Medicamentosa

Hospital Nipo-Brasileiro adota Lexicomp para maior segurança na terapia medicamentosa A solução faz parte do mesmo portfolio do UpToDate e traz maior confiança na integração do farmacêutico com o médico e torna os serviços de consulta e de diretriz clínica mais rápidos e assertivos. O Hospital Nipo-Brasileiro, referência em todo o Estado de São Paulo, especialista em trauma, cardiologia e maternidade, adotou a solução Lexicomp da Wolters Kluwer. Líder mundial em fornecimento de informações para profissionais e estudantes da área da saúde, que ajuda a instituição a estar inteirada com o que há de mais avançado em terapia medicamentosa. O objetivo é munir a Farmácia Clínica da instituição de s

Gestão de custos e saúde sem gestão

Gestão de custos e saúde sem gestão Diversas mudanças vão se desenhando no sistema de saúde suplementar. Por ação dos planos de saúde ou das autoridades, elas respondem principalmente à necessidade de conter a escalada da inflação na saúde. Seria saudável, todavia, que além de pretender reduzir desperdícios e conter abusos, reais ou imaginários, essas mudanças também concorressem para dar à luz um novo tipo de plano de saúde privado, voltado mais à gestão da saúde de seus associados e menos à pura e simples intermediação dos serviços médicos e hospitalares. Segundo a lógica financeira de quem opera os planos, o negócio da saúde consiste em controlar duas pontas do sistema: o associado, para

Modelo de saúde deve se concentrar no paciente

Debate promovido pelo CBEXs-PR em Curitiba reuniu profissionais para discutir modelos de valor que priorizem o paciente e a medicina mais sustentável e viável “Como agregar valor ao sistema de saúde” foi o tema do debate realizado pelo Colégio Brasileiro de Executivos de Saúde – Capítulo Paraná (CBEXs-PR) no dia 28 de março. No auditório da FAE Business School, em Curitiba, com a participação do presidente da entidade e CEO do Hospital Santa Cruz como moderador, Claudio Enrique Lubascher; a gerente médica do Escritório de Gestão de Valor do Hospital Israelita Albert Einstein, Marcia Makdisse; O superintendente de Relacionamento com Prestadores e Clientes da Região Sul da SulAmérica, Celso Bo

Atenção primária é saída para conter custo na saúde

Com o alto custo da saúde, representantes do setor do mundo todo estão se voltando para a atenção médica primária, a fim de controlar essa despesa que tem reajustes muito acima da inflação. No ano passado, a média mundial da inflação médica (variação do custo médico e hospitalar dos planos de saúde empresariais) foi de 8,4%, para uma inflação geral de 3,1%, segundo a consultoria Aon. A atenção médica primária ganha ainda mais força porque novos modelos de remuneração, que poderiam baixar os custos, ainda estão em fase inicial de implementação tanto no Brasil quanto nos demais países. A exceção são os programas americanos Medicare e Medicaid, voltados para idosos e pessoas de baixa renda, res

Posts Recentes
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 por W3alpha

  • Facebook Clean
  • LinkedIn
  • Google+
  • Instagram